Como Planejar Uma Aula de Yoga Para Crianças em Dez Passos

como planejar uma aula de yoga para crianças em 10 passos

Depois de ter editado centenas de horas de Yoga Para Crianças para o Youtube eu comecei a perceber um padrão que se repetia.

Todas as vezes que ia criar meus episódios usava da mesma técnica criativa, e o resultado era sempre um episódio que as crianças se divertiam, e que ao mesmo tempo passava os ensinamentos tradicionais do Yoga.

Com o passar do tempo fui refinando e simplificando. 

E é por isso estou aqui escrevendo esse post. 

Para você que está perdida em como planejar uma aula de Yoga para Crianças. Não se preocupe, vou te mostrar o método simples e efetivo de montar uma aula em minutos.

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Você está pronta para dar aquela aula de Yoga para Crianças mas olha para o papel e dá branco, nada vem a cabeça. Ou melhor, tudo vem… e se eles não me escutarem, e se for muito difícil, ou muito fácil.

Dar aula de Yoga para Criança é na verdade mais complexo do que para adultos. Nós temos que levar em conta muitas variáveis, mesmo sendo parecida com as aulas de adultos, essas variáveis são mais complexas quando estamos planejando o Yoga para Crianças.

Essas variáveis são: idade, número de crianças, experiência com o Yoga, espaço disponível, material disponível, tempo de aula, e crianças com dificuldade de atenção.

Vamos supor que você já tem tudo determinado, sabe o tamanho do espaço, a quantidade de crianças, se há alguma com déficit de atenção ou qualquer outro transtorno. A duração está estipulada e elas já vem fazendo Yoga a um tempinho. Além disso você sabe que há uma caixa de som e blocos. Perfeito.

A fórmula que eu vou te passar funciona para qualquer combinação acima. Não se apegue ao exemplo, é apenas para ilustrar.

Vamos lá, mãos a obra.

Passo 1 – Quantos minutos temos?

Divida sua aula em blocos.

  • Bloco 1 – apresentação
  • Bloco 2 – Meditação
  • Bloco 3 – Aquecimento
  • Bloco 4 – Asanas
  • Bloco 5 – Pranayamas
  • Bloco 6 – Finalização
 
 

Tendo uma noção de quantos minutos tem disponível, você conseguirá reservar o tempo certo para cada um dos blocos. Se você tiver, por exemplo apenas quinze minutos adapte e use apenas Blocos dois, três, quatro e seis. Ou então, bloco um, dois, misture o três e o quatro e finalize com o cinco.

Vamos dizer que temos 45 minutos.

Ficaria assim então:

  • Bloco 1 – apresentação (3 minutos)
  • Bloco 2 – Meditação (3 Minutos)
  • Bloco 3 – Aquecimento (10 minutos)
  • Bloco 4 – Asanas (20 Minutos)
  • Bloco 5 – Pranayamas (5 minutos)
  • Bloco 6 – Finalização (4 minutos)
 
 

Passo 2 – Qual a idade da turma?

A idade influencia muito sobre o que podemos ensinar e como ensinar.

  • Crianças até 3 a 4 anos (20 minutos no máximo)
  • Crianças de 4 a 5 anos (35 minutos)
  • Crianças de 6 e 7 (45 minutos)
  • Crianças de 8 e 9 (1 hora)
  • Crianças de 10 a 12 (1 hora)
  • Crianças com mais de 12 anos (1 hora)
  • Turma misturada. (30 minutos)
 

O tempo é uma estimativa, é claro que haverá variações, use como um guia não como lei.

Passo 3 – Como escolher o que fazer?

Intenção.

Escolha a intenção da classe. 

  • Será uma classe para se mexer e praticar o Hatha Yoga mesmo? 
  • Será uma sessão mais focada em sentimentos e auto-conhecimento? 
  • Será uma aula totalmente lúdica?

Aqui as opções são infinitas, e também as combinações delas. Eu vou dar um exemplo, e você pode usar o esquema para criar a sua versão.

Vamos supor que estaremos dando uma aula para crianças de seis a sete anos.

Intenção Mover o Corpo e Acalmar a Mente.

  • Mover o corpo vai ficar no bloco três e quatro. 
  • Enquanto acalmar a mente nos blocos um, dois, cinco e seis.

Passo 4 – Será com uma história, um tema, ou tudo misturado?

Na minha metodologia eu uso histórias e temas para adicionar a parte lúdica da aula.

Vamos supor que teremos uma mistura.

Passo 5 – Como criar a sequência?  

Estipule qual técnica de meditação você usará.

  • Bloco 1 – apresentação. Introduza que a aula começou, pode ser com um pequeno sino, singing bow, ou apenas um shhhhh. Ou se for num estúdio, Ommmm.
    • Apresente o tema da aula.
      • Pode ser feito em formato de história como por exemplo, um duende veio me visitar ontem de noite e me pediu que eu fizesse uma aula de Mexe, mexe e shhhh, quieto quieto. Eu não entendi, então ele começou a me explicar…
  • Bloco 2 – entre na meditação para acalmar a mente.
    • Âncora respiração.
  • Bloco 3 – Chegamos na parte do Mexe, mexe.
    • Aquecimento.
  • Bloco 4 – continuamos  – aqui podemos escolher se vamos colocar uma história, e adicionar as Asanas como movimentos da história, ou, se vamos apenas usar as Asanas, e mostrar como nos movemos).
    • Se fosse uma história, podíamos usar o duende como pano de fundo e criar uma história onde ele encontra um guerreiro (Virabhadrasana 2), que lhe pede para ir passear com ele (Virabhadrasana 1), os dois passam por um sapo (Malasana) que fala sobre o cachorro (Adho Mukha Svanasana) que acabou de falar com outro guerreiro… postura do outro lado. E assim vai…
  • Bloco 5 – chega no final da história e apresenta um Pranayama.
  • Bloco 6 – decida se terminará com uma meditação sentada ou relaxamento.

Lembre-se que com criança vale tudo, a imaginação não precisa estar presa numa sequência lógica, a beleza da criatividade é que ela tem asas, e de um lugar no deserto podemos como num passe de mágicas acabar lá em cima na lua. 

Passo 6 – Como saber quantos minutos de posturas?

Essa parte tem que ser feita em conjunto com a criação da história,  para ficar mais organizado e não abrir margem para erro vamos colocar como um passo.

Geralmente uma postura dura entre um minuto a no máximo três.

Faça uma lista assim

  • Virabhadrasana 2 perna esquerda – (1 minuto e meio)
  • Virabhadrasana 1 perna esquerda -(1 minuto)
  • Malasana – (Dois minutos – faça dinâmico)
  • Adho Mukha Svanasana – (meio minuto)
  • Balasana – (1 minuto)
  • Virabhadrasana 2 – (1 minutos)
 

Aqui temos mais ou menos 7 minutos. Poderíamos colocar uma postura de equílibrio que leva mais tempo para explicar, ou então, fazer uma postura que é mais complexa e que precisa de algum treino antes. Assim consideraríamos de cinco e dez minutos. Ou então adicionaríamos um jogo.

Psso 7 – Como escolher as posturas para a aula? 

Tenha em mente essas categorias abaixo na hora de pensar na sua sequência, caso esteja no começo, e seja difícil se lembrar de cada postura, tenha uma tabela separando todas as Asanas de acordo com o esquema abaixo, isso vai facilitar quando for pensar na sua aula.

Se quiser, você pode fazer ainda mais detalhado, como alongamento peitoral, etc. mas para simplificar vamos ficar com esses por agora.

  1. flexão posterior
  2. torção da coluna
  3. curvatura costas
  4. alongamento pélvis
  5. alongamento isquiotibiais 
  6. invertida
  7. alongamento lateral.
  8. fortalecimento perna
  9. fortalecimento braços
  10. fortalecimento costas
  11. fortalecimento abdômen
 
Varie as posturas para evitar repetir os números e assim oferecer o máximo de benefícios.
 

Fica assim o planejamento:

  • (4 e 9) Virabhadrasana 2 perna esquerda – 1 1/2
  • (3 e 9)Virabhadrasana 1 perna esquerda -1
  • (4) Malasana – 2
  • (6 e 10) Adho Mukha Svanasana – 0.5
  • (1) Balasana – 1
  • (4 e 9) Virabhadrasana 2 – 1

Passo 8 – Entregando a aula.

Caso você seja que nem eu com uma memória Dory, aconselho a escrever os métodos e Asanas num papel para te ajudar a lembrar.

Por exemplo:

Aula 6 e 7 anos.

  • Tema: o Duende me Pediu – Mexe Mexe, shhh quieto quieto
  • Bloco um – mini história do Duende que me visitou.
  • Bloco dois – meditação na respiração
  • Bloco três – o duende pediu para me mexer – movimentos de Duendes.
  • Bloco quatro – aqui você pode colocar a sequência de Asanas com a cena por trás, por exemplo.
    • Virabhadrasana 2 perna esquerda – Duende encontra guerreiro
    • Virabhadrasana 1 perna esquerda – Duende Anda
    • Malasana – Encontra Sapo
    • Adho Mukha Svanasana – Encontra o cachorro (Duende com medo de ser comido – explorar sentimento)
    • Balasana – se esconde
    • Virabhadrasana 2 perna direita – o guerreiro vem ajudar.
    • Etc
  • Bloco cinco – pranayama para acalmar a mente. Anulom Vilom e Bhramari
  • Bloco seis – Relaxamento na terra do Duende.

Passo 9 – Como escrever a parte lúdica? 

Escrever uma história não é tão difícil quanto parece.

Você vai precisar de:

  • Um personagem
    • Pode ser a turma toda que vai se tornar o personagem. Ex: o cavalo Joaquin estava andando…
      • Você apresenta, imita o personagem e pede que eles te imitem.
    • O personagem me contou. Ex: o Duende me disse que ele…
      • Aqui é um personagem nos contando o que aconteceu
  • Um local com alguma descrição para que a criança possa se localizar e sentir o que estava acontecendo
    • No passado.
      • Ex: o Duende ontem apareceu na minha casa, estava um frio e ele me falou que…
    • No presente.
      • Ex: o cavalo estava passeando pelo campo verde que cheirava rosas quando…
  • Uma situação com alguma ação
    • Ex: eu estava em casa ontem assistindo televisão quando de repente ouvi um vidro quebrando! Um Duende voou pela janela!
    • Ex: o cavalo estava galopando pela fazenda
  • Dali começamos a adicionar ações e personagens.
    • O sapo que pula, o Guerreiro que nos deixa mais corajosos, o rio que precisa da ponte, etc…

Passo 10 – Lembre-se de adicionar o que mais importa.

Yoga é acima de tudo um espaço que nos conectamos com nós mesmos. No meio de todo esse esquema, lembre-se sempre de colocar aquelas pitadas mais que importantes de conexão entre a mente e o corpo.

Entre o cavalo galopando, e o Guerreiro que nos deixa mais forte, lembre-se de falar, sinta aqui a sua perna, sinta a força, wow, que difícil, quero desistir mas não vou.

Sempre digo que o trabalho de uma professora de Yoga para Crianças não é contar história e depois ensinar Yoga, mas sim, ensinar Yoga e depois contar a história.

Devemos ter um equilíbrio entre apresentar o lúdico e o trazer a mente para o corpo.

Na metodologia, Yoga Quest Alquimia da Realidade, eu ensino todas as ferramentas para que podemos ter exatamente esse equílibrio. Entre as âncoras de atenção plena, Asanas, Yoga Nidra, Pranayamas e mais, nós aprendemos que Yoga é um mergulho na mente e corpo.

Conclusão

Com esse esquema acima você terá em mãos os exatos passos para criar a melhor e mais divertida aula de Yoga, não interessa onde você esteja ensinando, ou qual a idade do grupo.

Sempre mantenha em mente o equilíbrio entre a aula de Yoga com o Passo sete, e a adição do lúdico no Passo 9, e conseguirá montar aulas e mais aulas em minutos.

 

Grátis Super Planejador Yoga Para Crianças

Receba grátis no seu e-mail o Super Planejador Yoga Para Crianças!

Gostaria de melhorar as suas habilidades e ainda mudar o mundo?

Siga meus canais para mais Yoga e seus benefícios

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Untitled design - 2020-05-08T121417.113

Cainara Burton é instrutora de Yoga certificada em Londres na modalidade Hatha Integral Yoga, Tantra na linhagem de Mahavatar Babaji e Kids Yoga na Austrália. 

É apaixonada pelo estudo da mente e assuntos espirituais.  Atua na sua série de Yoga Para Crianças no seu canal do Youtube, cria cursos, escreve teses, cozinha, lava, mas não passa, acha que é uma perda de tempo e energia. 

Sua missão é acordar em todos a fagulha divina para que nosso mundo tenha o mais lindo futuro de todos.

Siga nas mídias sociais.  

T&C | Privacidade | Aviso

Todos os direitos reservados.
Yoga Com Cainara 2021

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.