Mensagem Do Yoga Quest

Clique nas fotos acima para acessar o arquivo de vídeos

O que é Yoga Quest e por que as crianças deviam praticar Yoga todos os dias? 

Yoga Quest é uma jornada pelo mundo do Yoga. Yoga é uma jornada pelo nosso mundo, mais que isso, Yoga é uma jornada pelo mundo de cada um de nós.

Não cabe a esse artigo explicar o que é Yoga e os efeitos da prática na vida.

Cabe aqui explicar em palavras escritas as mensagens e ensinamentos que Yoga Quest representa.

Para isso eu preciso voltar um pouquinho e mostrar como o primeiro episódio foi criado.

Minha melhor amiga me falou que em minutos ela e a filhinha de quatro anos iriam praticar o meu Yoga para adultos.

Eu pensei – ai que dó, uma criança praticando Yoga de adulto, difícil de gostar, não impossível, mas difícil.

Nesse instante algo me fez correr. Literalmente. Isso que eu estava na minha cozinha, corri que nem uma alucinada, os 10 metros entre minha cozinha e meu quarto, me vesti como se estivesse naquelas brincadeiras de quem se veste mais rápido.

Estava sentindo um senso de urgência. Segui meu instinto.

Corri mais ainda e agarrei a única fantasia de pirata que eu tinha no meu armário, imagine se eu tivesse uma de enfermeira!

Nada é por acaso nesse mundo. Nem mesmo a fantasia que você compra para o aniversário de quatro anos de seu filho.

Depois que eu havia me vestido, montei meu fundo verde (você já começa a ter idéia de quão normal eu sou pelo fato de eu ter um fundo verde em casa).

Montei tudo na minha sala, testei a câmera, coloquei o microfone, parei em frente da lente e falei…

Oiiiii…

De lá foi uma improvisada depois da outra…

Editei, e postei.

A resposta foi incrível, e percebi que eu tinha achado algo especial.

Eu continuei gravando e criando meus episódios.

As respostas continuaram aparecendo, mas não eram mais o – Nossa que legal! Eram fotos das crianças praticando.

Fotos de crianças meditando, de crianças fazendo Asanas, de crianças felizes! Mesmo em tempos de pandemia.

O que me leva ao assunto deste artigo.

Yoga Quest - Yoga Com Cainara

O que eu ensino no Yoga Quest?  

Primeira premissa do Yoga Quest

Conheça a si mesmo primeiro!

Conheça cada parte de si, conheça os dias em que você não quer levantar da cama, mas precisa, conheça o que te faz levantar da cama.

Conheça o que te deixa triste, entenda como é se sentir triste, entre dentro do seu corpo e abrace a sua tristeza com amor e compaixão.

Descubra a impermanência das emoções, e se delicie com os altos e baixos da vida.

Saiba quem você é. Todas as partes, desde aquelas que você menos admira até as que você tem mais orgulho de mostrar para os outros.

E por que é importante entender a si mesmo?  

Preparada para entender uma perspectiva não tão conservativa?  

Na espiritualidade, sim, falei a palavra que muitos fogem e que acham que é tudo sobre Deus e a representação daquelas ideias da igreja Católica. 

Ops!

Falei de novo, sim, a Igreja Católica ensina bons valores, mas infelizmente pintou nosso Deus como vingativo e sem paciência com os “pecadores”. 

E quem não é pecador que jogue a primeira pedra!

Ok, vamos voltar para a parte de entender a si mesmo. 

De acordo com o Novo Testamento, nós fomos criados na imagem e semelhança de Deus, muita gente entende isso como se fosse o corpo físico, como se Deus tivesse um corpo físico. 

Claro que Ela tem!

Sim… Ela, porque eu quero que seja uma Deusa para esse artigo.

O corpo físico da Deusa é o universo manifestado, os planetas, os corpos celestes como meteoros, estrelas, planetas e tudo mais que existe de manifestado no universo.

Yoga Quest - Yoga Com Cainara

O que eu ensino no Yoga Quest? 

Primeira premissa do Yoga Quest

Conheça a si mesmo primeiro!

Conheça cada parte de si, conheça os dias em que você não quer levantar da cama, mas precisa, conheça o que te faz levantar da cama.

Conheça o que te deixa triste, entenda como é se sentir triste, entre dentro do seu corpo e abrace a sua tristeza com amor e compaixão.

Descubra a impermanência das emoções, e se delicie com os altos e baixos da vida.

Saiba quem você é. Todas as partes, desde aquelas que você menos admira até as que você tem mais orgulho de mostrar para os outros.

E por que é importante entender a si mesmo? 

Preparada para entender uma perspectiva não tão conservativa? 

Na espiritualidade, sim, falei a palavra que muitos fogem e que acham que é tudo sobre Deus e a representação daquelas ideias da igreja Católica.

Ops!

Falei de novo, sim, a Igreja Católica ensina bons valores, mas infelizmente pintou nosso Deus como vingativo e sem paciência com os “pecadores”.

E quem não é pecador que jogue a primeira pedra!

Ok, vamos voltar para a parte de entender a si mesmo.

De acordo com o Novo Testamento, nós fomos criados na imagem e semelhança de Deus, muita gente entende isso como se fosse o corpo físico, como se Deus tivesse um corpo físico.

Claro que Ela tem!

Sim…Ela, porque eu quero que seja uma Deusa para esse artigo.

O corpo físico da Deusa é o universo manifestado, os planetas, os corpos celestes como meteoros, estrelas, planetas e tudo mais que existe de manifestado no universo.

Yoga Quest - Yoga Com Cainara

Então como podemos ser a imagem e semelhança se o corpo da Deusa é literalmente tudo? 

Somos criaturas criativas, estamos aqui para viver perspectivas únicas, com os nossos talentos únicos.

Eu amo a descrição que Matias De Stefano colocou no seu episódio do canal Gaia sobre a consciência divina.

Nós somos a energia divina manifestada, pois, essa mesma energia quer experienciar a si mesma em todas as perspectivas possíveis dentro do nosso universo.

Ou seja, você, eu e as crianças somos versões diferentes da mesma energia, experienciando a si mesma nas mais variadas situações.

Porém existe uma parte que é essencial entender sobre a energia divina e a nossa consciência.

Prepare-se pois vai ficar intenso.

Nós somos seres divinos numa experiência humana, fácil.

Nós somos Ego e energia divina.

O Ego é a representação da sua individualidade, ele é a energia mais densa que te dá a ilusão de separação. Ele é responsável pela sua sobrevivência na Terra, o que é essencial para nossa vida.

O Ego não é ruim ou bom, ele apenas é.

Porém ele pode se tornar mais do que ele deveria ser. Tipo um ditador megalomaníaco.

Quando o Ego toma conta da nossa consciência nós nos comportamos mais como animais, lutamos, brigamos, e juntamos papel higiênico para a nossa “existência”.

O Ego apenas existe nesta existência humana relativo a este tempo e espaço. Quando deixamos o corpo físico, deixamos o Ego para trás, porque ele não tem mais função.

Lembre-se o Ego é responsável pela nossa sobrevivência material, material aqui com a mais ampla definição. Ele desaparece pois ele não tem função na esfera não-manifestada.

Porém ele não quer desaparecer, ele faz de TUDO para permanecer como ditador, ele gosta do poder, ele ama bajulação.

Ele é a sua identificação com a sua personalidade. Ele é aquele que não fica feliz quando recebemos uma crítica construtiva.

A natureza do Ego é egoísta, e isso não é ruim ou bom, apenas é.

Porém quando nos identificamos com o Ego e mais nada, adivinha como nos sentimos?

Com medo.

Nós permitimos que sentimentos de medo, que é a premissa do Ego (porque o medo aciona o sistema de sobrevivência) se torne a emoção base para a maioria das nossas ações.

O que me leva ao nosso outro lado.

O nosso lado divino.

Eu não quero pular para a linha da ciência, mas, precisamos entender sobre a natureza da energia do Ego e da energia divina.

A energia divina é muito sutil, a energia do Ego é extremamente grosseira.

Para permitir uma existência mais identificada com a energia divina é necessário primeiro identificar o Ego, acolhe-lo com carinho.

Ele é um querido, é ele que nos permite sobreviver.

PORÉM, quem aqui quer somente sobreviver? 

Eu sei que eu quero muito mais do que apenas sobreviver, eu quero VIVER!

Para isso, precisamos saber quem nós somos de VERDADE.

E o que somos de VERDADE?

Yoga Quest - Yoga Com Cainara
Nós somos energia divina.

Para se identificar com a energia divina é necessário deixar o Ego mais tranquilo, menos estressado, mais integrado (outro artigo sobre isso tem que ser criado).

Para isso, adivinha o que é necessário fazer? 

Exatamente.

Conheça a si mesmo.

Entenda o tamanho do seu Ego, quando ele se manifesta, quando ele fica mais tranquilão, e trabalhe na expansão da consciência pois assim, naturalmente, o Ego sairá de cena e permitirá que a sua versão mais divina se manifeste.

WOW!   

Ou seja, o melhor que podemos fazer para os nossos filhos é expor a sua consciência à informações que permitam-os acessar a inteligência e entendimento sobre quem eles são de verdade.

De uma maneira fluida, sem barreiras sócio-geográficas ou sócio-econômicas.

O segredo aqui é permitir que tudo que seja necessário se manifestar no momento presente, se manifeste de maneira segura e completa.

Se isso te deu dor de cabeça só de tentar entender, relaxe, ligue Yoga Quest.

Eu quero pular para a outra premissa, mas antes eu preciso escrever.

Medo é um sentimento válido porém ilusório. A existência do medo é ligada  com a nossa identificação com o corpo e os pensamentos (estou tentando simplificar, mas está difícil!)

No momento que permitimos a fluidez da energia divina, o medo é automaticamente eliminado, pois o medo é o trabalho do Ego.

Claro que tudo que eu escrevi acima é um processo de uma vida inteira, ou mesmo de várias.

Esse artigo é para mostrar a intenção por trás dos meus episódios, e que não há nada de bom ou ruim sobre os sentimentos.

Eles são apenas a nossa bússola para que possamos encontrar a nossa versão com o maior potencial humano que, claro, é a versão divina.

Porém se qualquer um quiser viver a versão do Ego, a escolha é da pessoa, não é bom ou ruim, apenas é.

Mas, o meu trabalho aqui é sim trazer a mensagem enviada pela energia divina, pois o planeta está cansado de viver na perspectiva do Ego.

Como eu entrego essa lição de maneira simples e efetiva? 

Ao decorrer dos meus episódios eu uso as minhas emoções para mostrar o caminho que eu devo seguir, para que eu possa, assim, chegar aos resultados esperados.

No caso do Yoga Quest – Uma Aventura Pela Imaginação, é abrir a nova dimensão de amor e compaixão.

Eu sento para meditar e entro dentro do meu mundo, sem expectativas ou opiniões alheias.

Por que é importante esquecer as opiniões alheias?

Quando focamos as nossas ações em objetivos baseados em expectativas sociais, acabamos nos desconectando da nossa intuição.

Por exemplo: se eu me preocupo como vou ser observada e percebida pela sociedade atual, meu comportamento em frente a câmera é contraído em vez de ser expansivo.

Eu farei menos o que vem naturalmente, e mais do que é esperado, e essa ação de fazer menos o que me aflora e mais sobre o que é pré-determinado, nos oferece sempre o mesmo resultado.

Não há inovação, apenas cópia. Não há viver o seu talento apenas faça o que é esperado.

Não há fluir com a energia do momento e sim, calcular qual será o resultado.

Em poucas palavras esquecer a opinião dos outros sobre nós mesmos nos coloca em fluidez com a energia criativa e aciona o sistema de co-criação.

Yoga Quest - Yoga Com Cainara

FINALMENTE! 

Cheguei a segunda premissa do Yoga Quest 

Seja você mesmo sempre

Você acha que veio aqui para o nosso querido planeta Terra para copiar os outros? 

No livro Uma Conversa Com Deus, Deus diz, você já viu a perfeição de um floco de neve? Cada um com o seu formato?

Se a energia divina criativa (a Deusa) deu tanta atenção em criar flocos de neve únicos, por que cargas d’água achamos que nós somos cópias? 

Nós temos nossos presentes para entregar na Terra, todos nós, TODOS nós.

Nosso trabalho aqui é descobrir quais são esses presentes e trabalhar neles, somente neles, pois são esses talentos que vão nos fazer feliz.

Como podemos trazer essa nossa versão divina a tona?

O trabalho interno realizado no Yoga nos permite conectar com todos os aspectos da nossa mente, essa conexão expõe a energia por trás de cada emoção e pensamento.

O ato da observação é o primeiro passo para que possamos escolher conscientemente o nosso segundo ato.

No Yoga Quest, trabalhamos diversas meditações que nos trazem de volta para o estado interno inicial, com reconhecimento do momento presente e das emoções ativadas naquele instante.

Aprendemos a manipular nossos pensamentos, respeitando as emoções e permitindo que tudo se manifeste de maneira completa e segura.

Permitindo essas manifestações, nós iniciamos o processo de entendimento mais profundo, entendimento sem julgamento.

Mais experiencia.

Menos expectativa.

Esse processo de aceitação do momento presente é o precursor para que a energia seja expandida e honrada.

Honrar o que está presente é um ato de amor.

Amar a si próprio com todas as imperfeições é o que nos coloca em fluidez com a energia divina.

A energia divina é primordialmente a energia sem julgamento, é a energia que acolhe, integra e expande.

O meu trabalho aqui é oferecer uma estrutura que permita este reconhecimento.

Reconhecimento de que não há o certo e o errado, mas há sim, o que você é neste exato momento, e o que você tem intenção de ser no momento seguinte.

Como nós somos energia divina buscando experienciar-nos por meio do mundo fisico, a escolha que trará mais alegria será a escolha que se mostre em alinhamento a sua versão mais expandida em termos espirituais (ok, outro artigo irá sair sobre isso).

Você somente pode ser a sua melhor versão quando você aceita a versão atual.

Aceitação aqui é sim a chave para abrir os canais que vão trazer a informação necessária para a sua nova versão.

Versão essa que será mais alinhada com os seus talentos, pois no momento em que nós abrimos a consciência para essa nova versão, nós a manifestamos.

Ou seja, quando você é quem você é, você aceita, você honra, você expande.

Nessa expansão manifestamos a nossa versão mais poderosa.

Pois é a energia divina criativa que tem poder.

E ela nos manifestou para nós possamos criar a nossa mais perfeita versão em cada momento. Pois ela quer se experienciar dentro da relatividade, pois no absoluto nós somos tudo, ou seja não há experiência apenas o saber de que não há nada que não somos. 

Mmmm, sorry, What?

Yoga Quest - Yoga Com Cainara

O que nos leva a terceira premissa.

Seja mais energia e menos matéria

Como eu expliquei acima, é necessário aceitar nosso estado atual para poder evoluir.

Primeiro temos que entrar no corpo. O corpo é a nossa versão material.

Em termos de relatividade, ou seja, o quente somente é quente porque conhecemos o frio.

Então nós somente podemos experienciar o que é não-material, quando nos identificamos totalmente com o material num primeiro momento.

Primeira ação, sinta seu corpo, trabalhe com seus músculos, seus nervos, ossos, sistemas orgânicos.

Honre seu corpo, se conecte com ele, entenda o que te faz se sentir bem, ou seja, sinta cada emoção pois são eles que vão te mostrar o caminho para a evolução de matéria para energia (eu quero dizer identificação mais do seu lado divino e menos com o Ego).

O seu corpo fala por meio das emoções, e não há como entender as emoções se nós ignoramos os sinais entregues pelo corpo.

Seja o corpo, seja a mente, seja as emoções, seja o Ego, seja o presente momento na sua maior versão.

Receba as informações, integre-as, honre-as e transforme essas informações na sua versão mais divina.

Como podemos fazer isso?

Yoga traz as ferramentas necessárias para tais feitos.

Asanas são as versões da sua consciência corporal em movimento.

Pranayamas abrem esferas mais sutis para a manipulação da energia da vida.

Meditação é o mergulho na exploração dos aspectos da mente.

Relaxamento é o que permite o cancelamento do Ego no momento presente.

Essas quatro ferramentas permitem a exploração dos aspectos do nosso ser, elas nos oferecem os meios para trabalhar nossa consciência em favor da evolução espiritual e expansão energética.


Cainara Burton é instrutora de Yoga certificada em Londres na modalidade Hatha Integral Yoga (200hr) e atualmente estuda Yoga Tradicional com enfoque em Kriya e Kundalini (500hr) na Austrália onde ela mora com seus dois filhos, marido, lagarto e cachorro. Ela é também certificada em Yoga para crianças (50hr). 

Sua paixão é acordar em todos a fagulha divina para que nosso mundo tenha o mais lindo futuro imaginável.

Siga nas mídias sociais.  

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Siga meus canais para mais Yoga e seus benefícios

Gostaria de receber mais informações sobre Yoga e saúde mental?